Thalles retrata questões sobre saúde mental em novo clipe

Redação 89

Thalles retrata questões sobre saúde  mental em novo clipe imagem divulgação

O universo é composto por forças que, ainda que opostas, coexistem e se complementam. A simbologia do Yin Yang traduz o princípio da dualidade entre o positivo e o negativo, a luz e a sombra, em que um precisa do outro para existir. O clipe de “I Have No Heart” chega para representar a batalha entre essas forças complementares que cada um tem dentro de si. “É uma luta diária com meu cérebro / Não há nada que você possa fazer para me salvar” diz o trecho da canção em inglês, presente no álbum Utopia, que acaba de ganhar um clipe dirigido pelo próprio artista. O lançamento se encaixa na narrativa criada por Thalles, trazendo referências dos seus outros clipes e esclarecendo partes da história que formam uma única linha do tempo.

A nova canção traz questões sobre saúde mental à tona, como a transição do estado de luz para sombra, a luta interna pela sanidade e a dúvida do que é realidade ou não. “Às vezes, ficamos nos equilibrando em uma situação desconfortável apenas por estar na nossa zona de conforto, nosso lugar de refúgio. Mas a realidade não necessariamente é aquilo que nós vemos. O verdadeiro embate é quando encaramos quem realmente somos, quando buscamos alguma coisa que nos faça sentir vivos. Mas essa jornada particular e pessoal em nossa essência nem sempre é fácil”, diz Thalles.

O clipe ainda faz alusão ao poeta Allen Ginsberg em “Uivo”, com o trecho: “Eu vi as mentes mais brilhantes da minha geração destruídas pela loucura”. A narrativa completa de Utopia será lançada em um filme musical chamado A Jornada Para Utopia, também dirigido pelo artista, que irá apresentar a história em ordem cronológica, além de trazer cenas inéditas.

Utilize o player abaixo e curta mais uma novidade do rock nacional aqui no site da 89:



COMPARTILHE