Como Ajudar
SUPERBANNER BONÉ RS

The Cure: novo álbum é influenciado por “Disintegration” e sai, possivelmente, em outubro

Redação 89

The Cure: novo álbum é influenciado por “Disintegration” e sai, possivelmente, em outubro Imagem - Facebook BST

Logo após a entrada do The Cure para o Hall da Fama do Rock, nesta sexta-feira (30), o vocalista Robert Smith revelou detalhes sobre o próximo álbum que a banda deve lançar ainda este ano.

Numa entrevista para a Rolling Stone, reproduzida nesta segunda (01) pela UndiscoverMusic.Com, ele explicou que as sessões de gravação foram bastante influenciadas por Disintegration, um dos mais trabalhos mais importantes do The Cure, que foi lançado há exatos 30 anos, e rendeu sucessos como “Lovesong” e “Lullaby”.

Smith revelou que o novo álbum foi gravado no Rockfield Studios em Monmouthshire, no País de Gales. “Nos juntamos e fomos ao estúdio onde o Queen fez ‘Bohemian Rhapsody’. É um ótimo estúdio no meio do nada. Nós apenas tocamos música por três semanas”, comentou, acrescentando que a banda criou canções “sombrias” e “incrivelmente intensas”. “Esperei 10 anos para fazer algo que significa algo”, revelou, referindo-se ao álbum anterior do grupo, 4:13 Dream. Ao todo, o Cure gravou 19 novas músicas, muitas delas com mais de 10 minutos de duração, que renderiam um álbum triplo, mas Smith estuda selecionar cerca de oito delas para o novo trabalho.

Sobre estrear uma dessas novas composições nos próximos shows, o líder do The Cure não descartou essa hipótese, no entanto, não deu a entender que isso é improvável. “Não sei se iremos tocar. Não são propriamente músicas feitas para festivais”, explicou. Quanto à data de lançamento do novo álbum do The Cure, Smith apontou o mês de outubro como uma boa possibilidade. “O Dia das Bruxas, talvez”, disse ele.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS