Bob Dylan serve de trilha para duas cervejas em comerciais do Super Bowl

Redação 89

Bob Dylan serve de trilha para duas cervejas em comerciais do Super Bowl imagem divulgação

O comercial durante o Super Bowl nos Estados Unidos mexe com cifras exorbitantes no universo publicitário. Só pra gente ter uma ideia, basta dizer que 30 segundos de exposição de uma marca no evento sai por volta de 5 milhões de dólares, de acordo com o Meio & Mensagem.

Por conta disso, a propaganda exibida em cada edição também é na verdade um evento que mexe muito com a parte de criação das agências. E quando se fala em criar algo novo, o bom e velho rock and roll sempre está presente. Quem nunca foi impactado por uma música do Queen num desses comerciais?

Na edição deste ano não é diferente, nasceram spots comerciais ao som de Smashing Pumpkins, War, Motley Crue e Queen, lógico. E quem é destaque neste momento de glória do mercado publicitário dos Estados Unidos é Bob Dylan, que emplacou canções para duas diferentes marcas de cerveja.

Jeff Bridges e Sarah Jessica Parker surgem num comercial para Stella Artois com “The Man In Me”, originalmente gravada por Dylan em seu álbum de 1970, New Morning. Já no filme publicitário da Budweiser, destaque total para o clássico “Blowin ‘in the Wind” que traz uma nova mensagem da cervejaria, seu compromisso com a sustentabilidade. “100% de eletricidade renovável da energia eólica” diz a legenda enquanto sopra um vento rock´n´roll.

Confira os dois filmes para o intervalo do Super Bowl ao som de Bob Dylan:



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS