Álbum “Dookie”, do Green Day, completa 25 anos e aguarda turnê comemorativa

Redação 89

Álbum “Dookie”, do Green Day, completa 25 anos e aguarda turnê comemorativa imagem divulgação

Há exatos 25 anos, em 1º de fevereiro de 1994, o Green Day lançava Dookie, seu terceiro álbum de estúdio e primeiro por uma grande gravadora. A banda assinou com a Reprise por um adiantamento de US$ 215 mil. Metade desse valor foi usada para realizar as sessões de gravação no Fantasy Studios, em Berkeley. Com o restante os caras compraram novos equipamentos e uma van para rodar pelos Estados Unidos.

O Green Day selecionou 14 faixas para o trabalho com o objetivo de que o álbum fosse ouvido do início ao fim como em uma verdadeira festa. A produção foi assinada por Rob Cavallo, resultando em sucessos como “Basket Case”, “Longview”, “She” e “When I Come Around”. Dookie se transformou em um dos discos mais importantes do cenário rock dos anos 90 e já registrou mais de 20 milhões de cópias vendidas em todo o mundo.

Há cerca de seis meses os fãs da banda especulam um celebração. Tudo começou em junho do ano passado, quando o baterista Tré Cool divulgou um registro no seu perfil do Instagram de um ensaio. Uma das imagens mostrava um setlist formado por sucessos de Dookie, indicando que os caras estavam preparando especial algo referente ao icônico trabalho. O tempo passou, o Green Day desconversou sobre essa possibilidade, mas como a agenda de shows deles não está fechada para 2019, pode vir a tão aguardada celebração por aí.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Fun band practice – swipe to see the set list we played today …—>

Uma publicação compartilhada por Tre’ Cool (@trecool) em

ATUALIZAÇÃO:
No início da noite desta sexta-feira, Billie Joe Armstrong publicou um post no Instagram celebrando o álbum e informou que a banda não consegui pensar em nada…

Visualizar esta foto no Instagram.

Random thoughts and gratitude for the 25 year anniversary of the big D: We wanted to think of something special to do but we couldn’t quite come up with anything.. Maybe play the record in its entirety at the pyramids in Egypt. Or jam it Machu Picchu ? Exclusive in Viggiano.? Never quite came to fruition.. But never despair. 2019 still has time.. Dookie makes me think about Berkeley a lot. Our house on Ashby and Ellsworth a block from telegraph avenue. Living in a basement with a band called East Bay Weed Company. Our friend Ben Mattick… socialist college girls living up stairs. Coming up with she and coming clean. Riding bikes and bong hits. Turning 21. Pete’s Wicked Ale. Hysterical laughter. Maniacal laughter. Butterball turkey. “The Ashby house” was our little punk house. I would write songs all night and wake up at 2:00 pm. Have a bagel and a coffee on the front steps.. debilitating panic attacks.. my guitar, my Marshall, my 4 track tape recorder. Weird A &R dudes sniffing around. Eventually Meeting producer Rob Cavallo.. we learned so much from him. Playing Beatles songs over and over… Richie Bucher’s amazing ep cover he did for a band called Raúl inspired us to ask him to do the cover art for Dookie. Mike’s G3 bass. Tre’s Noble coolly snare… driving in my old Ford Fairlane hearing Longview on the radio for the first time. Blair Hess. our first show in Italy at a place called in bloom. Wild nights in Barcelona.. having a lot of uncertainty about our future but not giving a shit. Wanting and dreading to be a rock star.. if that’s even possible.. Local punk scene backlash… Fist fights at Gilman street… stress stress stress!! You have to have gratitude for the bad and the ugly too.. Well… that’s the random thoughts I have for now… I hope people keep listening.. cause we’ll keeping playing… love BJ

Uma publicação compartilhada por Billie Joe Armstrong (@billiejoearmstrong) em

Pra você entrar no clima das comemorações dos 25 anos desse incrível trabalho do Green Day, a 89 selecionou a demo do disco no player abaixo. Confira!!!

E aqui você pode ouvir a íntegra desse trabalho do Green Day:



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS