Como Ajudar
SUPERBANNER BONÉ RS

Buzzcocks: dois álbuns históricos do punk rock são reeditados

Redação 89

Buzzcocks: dois álbuns históricos do punk rock são reeditados imagem divulgação

Para marcar o 40º aniversário de seus lançamentos originais, a Domino Records acaba de lançar a reedição dos dois primeiros álbuns seminais do Buzzcocks, Another Music In A Different Kitchen e Love Bites.

Ambos os discos foram cuidadosamente restaurados e remasterizados a partir das fitas originais de ¼” pela primeira vez e vêm embalados nas capas originais de Malcolm Garrett com folhetos luxuosos de 8 páginas contendo imagens inéditas e extensas notas encadernadas do famoso escritor, locutor, jornalista musical e comentarista cultural Jon Savage.

Fiéis às suas listas de faixas originais, as reedições fazem com que os álbuns sejam lançados em vinil pela primeira vez em muitos anos. Eles seguem os relançamentos da Domino do primeiro EP da banda, Spiral Scratch e Time’s Up, uma coleção de demos, de 1976.

Famosamente tomando seu nome de ‘It’s the buzz, cock’, uma manchete de uma coletânea de drama musical de TV dos anos 70, Rock Follies, o Buzzcocks foi formado em Bolton em 1976 por Pete Shelley e Howard Devoto, que deram início a uma revolução musical em Manchester. Eles organizaram e tocaram no agora famoso show do Sex Pistols no Lesser Free Trade Hall de Manchester em 1976, um concerto que inspirou e gerou nomes como Joy Division, The Fall e The Smiths.

Tendo gravado e lançado seu EP de estréia, Spiral Scratch, em dezembro de 1976 por um custo de 500 libras (o single venderia 16 mil cópias nos primeiros seis meses de lançamento na própria gravadora New Hormones), a banda logo passou por mudanças na formação com o fundador Howard Devoto deixando-os antes de assinarem com a United Artists e embarcarem na gravação de seu primeiro álbum.

Gravado no Olympic Studios em Londres entre dezembro de 1977 e janeiro de 1978 com o produtor Martin Rushent e com o line-up composto de Pete Shelley (vocal/guitarra), Steve Diggle (guitarra/vocal), Steve Garvey (baixo) e John Maher (bateria) Another Music In A Different Kitchen foi lançado em março de 1978, com uma capa distinta de Malcolm Garrett cujo trabalho se tornaria inextricavelmente ligado à banda.

Dentro de seis meses do lançamento do álbum de estreia, a banda gravou e lançou sua sequência. Novamente trabalhando com Martin Rushent no Olympic Studios, Love Bites foi gravado no final de julho de 1978 e lançado em setembro daquele ano. Alcançando o número 13 nas paradas de álbuns do Reino Unido, ele apresentou o single mais bem posicionado e a canção mais conhecida da bada, Ever Fallen In Love (With Someone You Shouldn’t’ve).

No final de 1978, com o lançamento desses álbuns, o Buzzcocks não só se estabeleceu como uma das principais luzes do punk, mas provou-se como compositores hábeis capazes de produzir mini-obras de três minutos que durariam muito depois da centelha inicial do punk ter desaparecido.

Depois de lançar um terceiro álbum, A Different Kind Of Tension, em 1979, o Buzzcocks continuou por alguns anos antes de finalmente se separar em 1981. A banda iria se reformar em 1989 para vários shows e eles continuaram tocando ao vivo e gravando álbuns apresentando os membros originais Pete Shelley e Steve Diggle. Shelley morreu recentemente, em 6 de dezembro do ano passado. Numa entrevista para o Chicago Tribune em 1993, explicou o sucesso de sua banda: “Há muita música barulhenta por aí. Mas não há muita música barulhenta que você possa sair cantarolando depois”.

Nos players abaixo você curte Another Music In A Different Kitchen e Love Bites:



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS