Bruce Dickinson apoia saída da Grã-Bretanha da União Europeia

Redação 89

Bruce Dickinson apoia saída da Grã-Bretanha da União Europeia imagem divulgação

Mesmo visto como um tema que divide até mesmo os conservadores, o Brexit, a saída da Grã-Bretanha da União Europeia, sempre esteve ligado ao pensamento de direita, por defender barreiras contra a imigração e o fortalecimento do nacionalismo. E quem se posicionou a favor dessa movimentação do governo britânico foi Bruce Dickinson, vocalista do Iron Maiden, numa entrevista para a publicação francesa “L´Obs”.

O cantor disse que apoia o Brexit e que ele votou em “Deixar a União Europeia” em 2016. “Estou bastante tranquilo sobre essa ideia”, explicou, acrescentando que a  música do Iron Maiden é global, e não vê nenhum problema em fazer shows em qualquer parte do mundo.

Bruce acrescentou: “O que você tem no momento é a União Européia, obviamente, não fazendo um bom trabalho para as suas democracias”. Para ele, o nascimento de grandes movimentos populistas em todos os cantos da Europa é resultado da falta do atendimento das necessidades democráticas por Bruxelas.

Referindo-se ao fato de que a UE tem sido acusada por alguns políticos de tentar humilhar a Grã-Bretanha por causa do Brexit, Bruce disse: “É absurdo pensar que a quinta maior economia do mundo será de alguma forma punida pelas decisões democráticas tomadas por seu povo…  A UE sempre nos viu basicamente apenas como um mercado… A Grã-Bretanha sempre teve uma boa relação comercial com o resto do mundo, mas a partir da década de 1960 ela começou a olhar apenas para a Europa como fonte de comércio, o que no meu ponto de vista acabou sendo um grande erro”.

O músico, que também é historiador, concluiu dizendo que o Brexit abre o Reino Unido para todo o mundo e inicia uma nova relação positiva com a UE.



NOTÍCIAS RELACIONADAS


COMPARTILHE