Como Ajudar
SUPERBANNER BONÉ RS

Papel contestador do rock é destaque em pesquisa que relaciona música com mobilidade urbana

Willian Maier

Papel contestador do rock é destaque em pesquisa que relaciona música com mobilidade urbana Imagem Unsplash

Um estudo inédito feito pelo Instituto Mobih relacionou música com mobilidade urbana, abordando desde Roberto Carlos, nos anos 60, até sucesso dos dias atuais.

Como a pesquisa é bem ampla e bastante detalhada, o gênero rock apareceu com uma grande parcela de contribuição com composições que falam sobre a mobilidade de alguma forma. Um grande exemplo é “Vital e Sua Moto”, sucesso dos anos 80 de Os Paralamas do Sucesso – com trechos que dizem o quanto era difícil andar a pé e que pegar um ônibus “era o fim”.

A proposta do estudo é indicar como o trânsito e a mobilidade revelam-se importantes em diversas manifestações culturais, com destaque para a música, trazendo ainda influências para a composição de letras que mostram um impacto real no modo como os brasileiros identificam sua relação com o espaço que ocupam/transitam.

Ao todo, o Instituto Mobih analisou mais de 158.097 músicas, concluindo que 361 delas retratam a mobilidade de alguma forma. Os dados indicaram que somente 2,3% das músicas falavam de alguma forma sobre mobilidade nos anos 60. Nos dias de hoje, com maior divulgação e conscientização, o número subiu para 55,3%.

O editor do site da 89, Willian Maier, conversou a gerente de estratégias de marketing do Instituto Mobih, Viviane Chaves. Utilize o player abaixo e saiba mais detalhes sobre a pesquisa:




COMPARTILHE