Como Ajudar
SUPERBANNER BONÉ RS

Red Bull Station: músicos de todo o Brasil participam de imersão criativa

Redação 89

Red Bull Station: músicos de todo o Brasil participam de imersão criativa imagem divulgação

Batuques, vozes, synths e riffs de diversos cantos do Brasil vão se misturar no centro de São Paulo durante o Red Bull Music Pulso, ocupação musical que retorna ao prédio do Red Bull Station, entre os dias 3 e 28 de abril de 2018. Na terceira edição, 30 músicos independentes dos mais variados gêneros irão celebrar a música e o público poderá ver o resultado desses encontros por meio de palestras e shows gratuitos.

Além de impulsionar a cena independente identificando oportunidades e desafios, o evento abrigará seis painéis abertos ao público que discutirão temas atuais relacionados ao mercado da música, além de workshops e shows gratuitos. Durante as quatro semanas de Red Bull Music Pulso, os artistas trabalharão em conjunto, divididos em cinco coletivos, para criar novos sons e pesquisas, já que possuem diferentes trajetórias e estilos musicais. Os grupos estarão pelos ateliês do edifício e gravarão no Red Bull Music Studio, também no local.

Um dos objetivos é, a partir da troca de ideias e da sinergia, mostrar a diversidade da cena independente nacional. Entre os participantes estão nomes como o duo de cantores de Togo Dois Africanos (que participou do programa Superstar, da TV Globo), o rapper e cantor carioca Ramonzin, revelação recente da música do Rio de Janeiro, a violoncelista da banda curitibana Mulamba Fernanda Koppe e o DJ paraibano Chico Correa.

Todos os artistas foram selecionados por cinco curadores convidados: Ana Paula Paulino (produtora do Heavy Baile e empresária de nomes como MC Carol), Anna Penteado (criadora do prestigiado festival paulista Vento), Anderson Foca (músico de Natal, que fundou há 15 anos o festival Dosol), Rafael Tudesco (produtor da Universal Music que já trabalhou com nomes como Lil Wayne, Jay-Z e Emicida) e Valesuchi (DJ e produtora chilena habituê da cena eletrônica brasileira).

Da força feminina na música aos desafios de manter-se um artista independente, o Red Bull Music Pulso também traz uma série de conversas abertas a fim de discutir as nuances e os rumos da música e do mercado atual. Ao longo do programa, haverá palestras como a do rapper norte-americano Illa J, que contará um pouco sobre a sua história no hip-hop, e um panorama da cena autoral brasileira sendo discutido por superprodutores nacionais, como Pena Schmidt.

Para quem quer mergulhar ainda mais fundo, os workshops prometem ensinar um pouco sobre discotecagem e produção, processo de gravação de vinil e a criação de aparelhos eletrônicos relacionados à música e tecnologia. Eles ocorrem no makerspace do Red Bull Basement, dentro do prédio do Red Bull Station.

“Estou ansiosa para saber o que os artistas vão criar. O evento dá condições muito boas para que eles exercitem a criatividade de forma ilimitada”, diz Valesuchi, uma das curadoras. Ana Paula Paulino, que também faz parte da curadoria, não vê a hora de começar os trabalhos. “É minha primeira experiência com curadoria musical de fato, então estou um pouco nervosa, confesso. Mas confio na mistura e na troca, já que reuni no meu time músicos da cidade de onde venho, Belo Horizonte, da cidade em que moro, Rio de Janeiro, além de artistas com quem nunca conversei, mas que admiro a obra.”

O Red Bull Music Pulso terá shows gratuitos nos dias 14 e 28 de abril, com os artistas que estarão imersos na ocupação musical e que mostrarão um pouco do que estão produzindo lá dentro. Outras informações estarão disponíveis em breve no site www.redbull.com.br/pulso2018.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS