Bateristas brasileiros que mandam bem

Redação 89

Bateristas brasileiros que mandam bem imagem divulgação

Nesta quarta-feira, 20 de setembro, é comemorado o dia nacional do baterista. Uma figura importantíssima para o verdadeiro rock and roll. Pensando nisso, a 89 reuniu cinco de muitos bateristas  brasileiros incríveis que mandam muito bem no palco.

Eloy Casagrande
Baterista paulistano que atualmente faz parte do Sepultura, o cara ingressou na banda com apenas 20 anos e já se destacou no universo da música. A paixão pela batera começou desde cedo, quando Eloy ganhou uma bateria de brinquedo de sua mãe, depois de um ano ganhou uma de verdade e desenvolveu a vocação e paixão pelo rock. Assista abaixo a performance de Eloy no Rock in Rio de 2011:


João Barone – Os Paralamas do Sucesso
Carioca, membro da banda Os Paralamas do Sucesso, o cara já lançou até um livro “1942: O Brasil e sua guerra quase desconhecida” em 2013. Apaixonado pela arte, com apenas 23 anos, Barone subiu ao palco do primeiro Rock In Rio, em 1985, sem dúvidas nessa noite João entrou para a história do rock nacional e até hoje vem influenciando novas gerações de bateristas. Veja abaixo a apresentação icônica que os  caras fizeram no Rock In Rio de 1985, tocando “Óculos”, a faixa faz parte do segundo álbum da banda “O Passo do Lui”:


Bruno Graveto
Graveto começou a tocar bateria com apenas 12 anos de idade, é conhecido pelo seu trabalho na banda Charlie Brown Jr., que começou em 2008. Antes de ser conhecido mundialmente, Bruno tocou em muitas bandas da cena musical do litoral paulista, entre elas Pipeline e O Surto. Atualmente, o baterista faz parte da banda Strike, é professor de batera e ainda faz projetos paralelos em homenagem ao Charlie Brown Jr. Inclusive, ele enviou um vídeo exclusivo para a 89 falando sobre sua paixão pela profissão.


Philipe Conde- Scalene
Baterista da nova geração do rock, Philipe faz parte da banda Scalene. O grupo, que existe profissionalmente desde 2012, já tem três EPs, três álbuns de estúdio e 1 álbum ao vivo. Em 2015 os caras tocaram no festival Lollapalooza Brasil, além de outros festivais musicais. O Philipe mandou um recado exclusivo para a 89 falando sobre o dia nacional do baterista:

 


Ricardo Di Roberto (Japinha)- CPM22
Mais conhecido como Japinha, nascido em São Paulo e baterista do CPM 22 desde 1999. Japinha já é considerado um dos maiores bateristas do rock nacional. Ao longo da carreira já se apresentou em diversos lugares do mundo, como Japão, países do continente europeu e americano. Assista abaixo à performance do Japinha no clipe dos caras do CPM, do single “Ser Mais Simples”, que faz parte do mais novo álbum da banda “Suor e Sacrifício”, lançado em abril deste ano:


Daniel Weksler – Nxzero
Baterista da banda Nxzero, 31 anos, casado com a cantora Pitty, pai da Madalena. Daniel mostrou sua paixão pela batera desde cedo, até seus pais reconhecerem o seu talento e investir nas aulas. Desde então, junto com a galera do Nxzero o músico vem marcando a história do rock nacional, principalmente às novas gerações. Assista abaixo ao clipe de “Só Rezo”, grande sucesso da banda, que faz parte do disco “Sete Chaves”, lançado em 2009:

E já que estamos contando histórias relacionadas a música, vamos falar também sobre solidariedade, amor e inclusão social. É isso que o projeto “Alma de Batera” faz. Idealizado pelo músico e pedagogo Paul Lafontaine, há nove anos o projeto oferece aulas de bateria para pessoas com deficiência com professores voluntários e sensíveis à causa da inclusão. Com o objetivo de incentivar o seus potenciais e habilidades.

Conheça o projeto “Alma de Batera”: 

Esse foi o parabéns da 89 para todos os Bateristas nacionais! 



COMPARTILHE