Clássicos brilham na Noite do Grammy

Willian Maier

Clássicos brilham na Noite do Grammy imagem divulgação

Festa ainda teve performance explosiva do Metallica – Por Claudio Dirani

Todos os anos, o gênero “Rock” é lembrado pela Academia de Ciência e Artes de Gravação durante a premiação do Grammy. Não é novidade. Mas a edição 2014 da festa de indústria foi marcada pela celebração a alguns dos artistas mais significativos do Rock and Roll de todos os tempos.

Apesar de David Bowie não ter vencido em nenhuma das categorias em que foi indicado (“The Next Day” era um dos favoritos), a festa dos veteranos ficou para Paul McCartney (com 4 prêmios, entre eles a de”Melhor Canção de Rock”, com “Cut Me Some Slack”), Led Zeppelin (“Melhor Álbum de Rock” por “Celebration Day”) e Black Sabbath (“Melhor Performance de Metal”).

Paul e Ringo, aliás, também deixaram sua marca no palco. Primeiro, o batera soltou a voz no seu hit de 1973 “Photograph”. Depois, na união histórica com Paul McCartney, tocando no single “Queenie Eye”, que você também curte na Rádio Rock.

Metallica

Outro destaque do Grammy 2014 foi, sem dúvida, a “destruidora” performance de “One”, do Metallica, com vocais ainda mais destrutivos de James Hetfield. Dá para afirmar que que o show ofuscou até o “gran finale” da festa, que contou com a união de Dave Grohl (na batera) ao lado do Queens Of Stone Age, Lindsey Buckingham e Nine Inch Nails.

Já o rock da nova geração foi representado pelo Imagine Dragons (que vai estar no Lollapalooza Brazil 2014!). A banda faturou o Grammy por “Radioactive”, na categoria “Melhor Performance de Rock”. O ponto negativo foi a união do Imagne com o rapper Kendrick Lamar, que fizeram uma combinação sinistra de hip hop com Rock que não deu muito certo.

Enfiim… São coisas que se faz quando se aceita os convites de festas gigantes como a do Grammy.



COMPARTILHE